Você lembra do que fez ano passado?

Confira algumas dicas para melhorar sua memória e concentração

Por mais que a ciência tenha evoluído, o funcionamento da mente humana ainda guarda muitos mistérios. Uma área que sempre desperta a curiosidade é a memória. Todo mundo conhece algum velhinho que se lembra das histórias de infância, com uma riqueza de detalhes assustadora, ou alguém jovem que vive se esquecendo de compromissos, datas importantes, e por aí vai. Pegue o calendário e tente se lembrar do que você estava fazendo nesse mesmo dia, há um ano? Difícil, não é mesmo?

Uma rotina estressante pode ter impacto direto no desempenho da memória das pessoas. Além disso, temos que conviver diariamente com um turbilhão de informações que recebemos o tempo todo dos mais diversos canais. Aí, fica a dúvida: como fazer para utilizar a memória para guardar o que nos é mais importante?

Muitos especialistas aconselham os exercícios cerebrais para que você melhore sua concentração e sua memória. Anote as dicas!

Novidades fazem bem à memória: experimente fazer coisas diferentes no seu dia a dia. Um novo caminho para o trabalho, trocar o supermercado das compras do mês. Essas pequenas ações ajudam a trabalhar o que os estudiosos chamam de atenção ativa.

Faça associações: uma nova informação pode ser associada a fatos já existentes. Isso vai ajudar na hora de traçar as conexões neurais. Como a memória nada mais é do que traçar um caminho no cérebro, se você deixar algumas “pistas” no caminho, tudo ficará mais fácil.

Leia mais: A leitura é uma ótima maneira de estimular a memória. Tente fazer resumos do que está lendo. Ler em voz alta também é uma alternativa para memorizar ainda mais, visto que possuímos uma memória tanto visual quanto auditiva.

Concentre-se: quem tem dificuldades de concentração precisa saber que isto afeta diretamente seu processo de memorização. Exercícios simples como a técnica do ponto fixo, que consiste em fixar o olhar em um objeto de uns 5 centímetros à sua frente, numa parede e deixar de lado todos os outros pensamentos enquanto estiver olhando, podem ajudar nesse processo. Repita o exercício por três minutos, todos os dias.

De olho no prato: o consumo de vegetais ajuda a combater o envelhecimento cerebral.  Aproveite a hora de comer para identificar os ingredientes que compõem determinado prato pelo cheiro ou pelo gosto para já estimular sua memória. Já o álcool e as drogas fazem exatamente o contrário, causam lesões e alterações circulatórias que prejudicam a memória.

Relaxe: a mente precisa tanto de estímulo quanto de relaxamento. A meditação é um ótimo exercício para melhorar a concentração e a memorização, além de proporcionar bem-estar. Enquanto faz alguma atividade, mantenha-se relaxado. Não é possível se manter concentrado se estiver tenso e agitado.

Tags: concentração. memória qualidade de vida saúde

Veja mais