Desafios para uma chefe de família

Mulheres devem cuidar do orçamento da casa sem deixar de lado projetos pessoais

Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostram que 38% dos lares brasileiros são chefiados por mulheres. E um dos grandes desafios das mulheres no momento de organizar o orçamento é não perder o foco dos seus objetivos pessoais. “As mulheres, atualmente, têm múltiplas funções: cuidam da família, da carreira, dos filhos. E podem ter dificuldade para priorizar os próprios sonhos, em meio às inúmeras demandas do dia a dia”, aponta a educadora financeira Ana Santos.

Por isso, muitos cursos e palestras de educação financeira são pensados exclusivamente para esse público. Ana conta que costuma abordar também questões comportamentais pertinentes ao universo feminino, incluindo aspectos emocionais. “Nosso objetivo é fazer com que elas aprendam a fazer um bom diagnóstico financeiro e ensiná-las o passo a passo para se tornarem cada vez mais realizadoras, o que possibilitará a conquista da independência financeira”, revela Ana.

As compras por impulso costumam ser assunto recorrente nesse tipo de curso. E, embora seja um equívoco afirmar que as mulheres são mais consumistas do que os homens - uma visão evidentemente preconceituosa - é preciso reconhecer que há, na publicidade, um apelo muito forte para persuadir o público feminino, com o qual as mulheres precisam lidar. “O aumento do poder de compra, por parte das mulheres, fez com que diversos setores de produtos e serviços especializados passassem a investir mais em publicidade, para aumentar o estímulo ao consumo. Com isso, fica ainda mais difícil resistir ao erro do abuso, que nos leva a gastar mais do que pode”, pondera Antônio Teodoro, professor de economia da Universidade Estadual de Goiás.

Além de evitar equívocos, a partir do momento em que buscam orientação sobre finanças, as mulheres conseguem participar mais das decisões que dizem respeito ao orçamento e à construção do patrimônio da família. “Ainda lidamos com a visão ultrapassada de que as mulheres têm um papel coadjuvante na sociedade e na família. E é preciso que elas busquem conhecimento para mudar de forma definitiva esse cenário”, finaliza o educador financeiro Paulo Pereira.

Tags: família mulher orçamento sonhos

Veja mais